Como calcular o consumo de produtos em kWh

 

Em tempos de bandeiras amarelas e vermelhas presentes na conta de luz é preciso rever hábitos diários e realizar mudanças a respeito do uso dos aparelhos eletroeletrônicos para colaborar com o orçamento doméstico e reduzir o valor da conta no final do mês. Além do mais, controlar o consumo e optar por aparelhos mais econômicos não tem relação apenas com dinheiro, mas é também uma forma eficaz de evitar o desperdício e promover a sustentabilidade.

Você sabe calcular a quantidade de energia que os aparelhos consomem?
Caso não saiba é bom estar atento, pois essa informação é extremamente útil durante a escolha de um eletrodoméstico e ajuda na identificação da melhor opção, além de ser muito simples.

Para calcular o consumo de um eletrodoméstico é só utilizar a seguinte fórmula:

Consumo = (potência em Watt/1000) x (tempo) número de horas = total em kWh

Disponibilizamos o cálculo com dois exemplos de aparelhos que consomem bastante energia em casa:

Consumo diário de um chuveiro- O consumo do chuveiro varia conforme a posição da chave (inverno/verão). No modo inverno (água quente) tem potência de 4.500 a 6.000 Watts e no modo verão (água morna) de 2.100 a 3.500 Watts. Veja como calcular o consumo de energia do chuveiro:

Horas utilizadas no dia: 2 horas
Potência do chuveiro: 4.500 Watts
Cálculo: 4.500/1000 x 2 = 9 kWh consumidos no dia

Consumo diário de um ar condicionado- A informação referente ao consumo de cada aparelho está exposta em uma etiqueta adesiva contida no produto, no manual ou no Selo Procel de Economia de Energia. Como exemplo, para calcular o gasto diário de um ar condicionado, levamos em consideração o consumo médio de um aparelho menor ou igual a 10.000 BTU, que é de 600 Watts:

Horas utilizadas no dia: 8 horas
Potência do ar condicionado: 600 Watts
Cálculo: 600/1000 x 8 = 4,8 kWh consumidos no dia

No mês, utilizando o chuveiro duas horas por dia, são gastos cerca de 270 kWh, ou seja, traduzindo em preço na conta de luz, um valor de R$208,34 a mais na fatura. Já para as oito horas do uso do ar condicionado por dia, são 144 kWh gastos no mês, com valor de R$111,12 a mais na conta. Somando aos valores gastos com outros aparelhos, o resultado é o valor total da fatura da luz que deixa muita gente assustada. No site da Copel é possível fazer uma simulação e acompanhar o que se gasta com energia. O ideal é observar e tentar economizar em tempo de uso ou troca por equipamentos que gastem menos energia.

Além dos eletrodomésticos, as lâmpadas são outro produto em discussão. As de LED podem apresentar economia de energia de até 90% em comparação às opções comuns e maior durabilidade. Porém, as preferidas do consumidor ainda são as comuns em decorrência do preço, não levando em consideração o custo/benefício.

Na hora de adquirir um produto é necessário estar atento não apenas ao preço, mas também ao Selo Procel e procurar as opções que estejam mais próximas à categoria A, a qual representa maior economia de energia e consequentemente, redução de custos no orçamento doméstico.

Acesse o site G20 e encontre materiais elétricos de qualidade para facilitar o seu dia a dia.